EN PT
EN PT
Asset 2@3x

O Centro de Deteção de Talento Desportivo (CDTD) é um projeto lançado no âmbito de Guimarães Cidade Europeia do Desporto 2013 e constitui-se como um dos maiores legados deste acontecimento pois promove, através da articulação entre escolas, clubes e associações, a captação de crianças e jovens talentos em diferentes modalidades. Trata-se de um projeto pioneiro que vem preencher uma lacuna no panorama do desporto nacional.

Desde o seu lançamento, em maio de 2013, foram estabelecidos protocolos de colaboração com todos os Agrupamentos de Escola do concelho de Guimarães, considerando a população alvo (6 aos 14 anos) que frequenta o 1º, 2º e 3º ciclo de escolaridade.

Celebraram-se, igualmente, protocolos com 15 clubes – Academia de Patinagem de Guimarães, AJKP – Associação Juvenil de Karaté Portugal, CART – Centro de Atividades Recreativas Taipense, CCR Fermentões, Clube de Ténis de Guimarães, Clube de Rope Skipping das Taipas, GD Unidos do Cano, GRUFC, Guimagym, JUNI, Moreirense FC, Núcleo de Atletismo das Taipas, Piratas de Creixomil, Vitória SC e Xico Andebol

Definiram-se como modalidades para realizar o processo de identificação de talentos aquelas que poderiam ser praticadas em contexto escolar – andebol, atletismo, basquetebol, futsal, futebol, ginástica, karaté, natação, patinagem, râguebi, rope skipping, voleibol e ténis, e com atividade nos respetivos clubes.

Através deste programa pretende-se descobrir atletas com elevadas qualidades de ordem física, técnica e psicológica em diferentes modalidades desportivas. O Centro de Deteção de Talento Desportivo também privilegia desportistas que, mesmo não revelando esses atributos, apresentem características que possam propiciar no futuro um alto desempenho desportivo. O projeto destina-se, exclusivamente, a jovens que se encontram fora da esfera de clubes e de um quadro competitivo federado.

O processo

O processo de identificação do talento desportivo do atleta é efetuado pelo professor de educação física junto do aluno. Depois de um professor detetar numa criança aptidão especial para a prática de uma determinada modalidade, o coordenador técnico do Centro de Deteção de Talento Desportivo (CDTD) desloca-se à instituição de ensino para trocar impressões com o docente responsável e fazer uma segunda avaliação do atleta. Ainda antes de abordar o aluno e os encarregados de educação, é solicitado um parecer sobre as aptidões do atleta por parte de um técnico especializado na modalidade em questão.
Depois de inseridos no clube, os atletas são sujeitos a um período de avaliação que terá a duração mínima de três meses e máxima de seis (ou até final da época desportiva). Durante este período, é garantida a gratuitidade da prática desportiva. Findo o período de avaliação, a associação desportiva e/ou clube tomará a decisão de integrar, ou não, o atleta no seio do clube. Quer durante a fase de integração no clube quer posteriormente, o CDTD fará um permanente acompanhamento do atleta, registando a sua evolução e o respetivo percurso desportivo.

(Nota: Procurando responder às limitações colocadas pela situação de pandemia no nosso país, no presente ano letivo (2020/21) o CDTD estará articulado com o projeto Descolar (Serviços Desportivos – Tempo Livre) no processo de identificação e seleção de talentos desportivos).

Estudo sobre critérios de identificação do talento desporto (2018) – em curso.

Coordenador do CDTD – José Fidalgo Martins, Professor de Educação Física

Notícias

Tempo Livre © 2021. All Rights Reserved. Created by Design Me