EN PT
EN PT

Projetos e programas

Inscrevem-se neste eixo de intervenção do CED-G os seguintes projetos e programas de ação:
SPACHE – Sport and Physical Activity in Cultural Heritage Environments

Este projeto pretende aumentar a prática desportiva e a atividade física dos cidadãos aproveitando recursos do património cultural e é cofinanciado pela Comissão Europeia através do programa Erasmus + Sport. O período de implementação decorre entre janeiro de 2021 e junho de 2023.

O consórcio é coordenado pela Tempo Livre (Portugal) que terá como missão a implementação do projeto. O SPACHE envolve seis países da União Europeia – Portugal, Itália, França, Alemanha, Holanda e Eslovénia representados por nove entidades - a Tempo Livre, que coordena o projeto (Portugal) e os restantes parceiros colaborativos: Câmara Municipal de Guimarães (Portugal), Comune de Gargnano (Itália), Alto Garda Volleyball (Itália), IRS- Institute for Social Research (Itália), Olympic Committee of Slovenia–Association of Sports Federations OCS-ASF (Eslovénia), Tafisa - The Association For International Sport for All (Alemanha), Sport Fryslân (Holanda) e a associação Sport et Citoyenneté  (França).

Para além da promoção da atividade física, o projeto SPACHE também pretende fortalecer a participação cultural, o sentimento de identidade local e europeia, e promover uma mobilidade ativa e sustentável. 

As entidades parceiras que integram o SPACHE têm trabalho reconhecido na área do desporto, promoção da atividade física, cultura e património, para além de uma longa experiência na gestão de políticas públicas e investigação social.

O património cultural como alavanca para potenciar o desporto e a atividade física constitui o ponto de partida do SPACHE. O consórcio vai desenvolver uma pesquisa nos países parceiros tendo em vista a apresentação de um modelo de ação e de boas práticas. A partir das conclusões do estudo, e através de processos participativos, os parceiros do projeto irão conceber e implementar quatro programas piloto em quatro dos países participantes (Portugal, Itália, Eslovénia, Holanda). 

Os programas-piloto preveem ações com foco no património cultural enquanto território para novos usos tais como a atividade física e desportiva regular não competitiva, incluindo, entre outras, caminhadas orientadas em percursos históricos ou ginástica em espaços culturais. 

O SPACHE avaliará os impactos sociais dos programas-piloto e, com base em perceções e conhecimentos adquiridos ao longo do projeto, os parceiros criarão módulos educacionais (por exemplo, workshops, webinars) e ferramentas operacionais, tais como manuais (para capacitação de instrutores, professores, guias). Estes suportes serão amplamente divulgados a fim de aumentar a sensibilização da comunidade e os decisores políticos, na Europa e em cada um dos países parceiros, para que considerem o património cultural e histórico como um território onde a atividade física e o desporto para todos e não competitivo também pode desenvolver-se.  

SW-UP – Sport for Women in Urban Places

O projeto SW-UP Sport for Women in Urban Places foi desenvolvido entre 2018 e 2019, no âmbito de um projeto co-financiado pelo programa Erasmus+ da União Europeia, e teve a Câmara Municipal de Guimarães e a Tempo Livre como entidades parceiras.

A missão do projeto SW-UP enquadrou-se nas políticas europeias de fomento da participação feminina no desporto e atividade física, e concedeu particular atenção às barreiras que as mulheres enfrentam, designadamente nos ambientes urbanos procurando, através de conhecimento produzido ao longo do programa, torná-los mais acessíveis, seguros e amigáveis à prática desportiva.

Este projeto contemplou a realização de eventos desportivos, seminários e palestras de sensibilização que procuraram o envolvimento da comunidade, a inclusão social, a igualdade de oportunidades e uma consciencialização sobre a importância da atividade física na melhoria da saúde de todos, particularmente das mulheres. 

O consórcio SW-UP Sport for Women in Urban Places envolveu como parceiros a ALDA - European Association for Local Democracy (Estrasburgo, França), entidade coordenadora do projeto, o IRS- Istituto per la Ricerca Sociale (Milão, Itália), a Câmara Municipal de Guimarães (Guimarães, Portugal), a Tempo Livre (Guimarães, Portugal), a Comune di Corbetta (Corbetta, Itália), a associação “Polisportiva Corbetta” (Corbetta, Itália), o Ajuntament de Granollers (Granollers, Espanha), o Mulier Instituut - Centrum Voor Sociaal-Wetens (Utrecht, Holanda), o município de Ramnicu Sarat (Roménia) e a cidade de Sofia – Capital Europeia do Desporto (Sofia, Bulgária).

FLOT – Female Leaders of Tomorrow

O FLOT é um projeto cofinanciado pela Comissão Europeia e coordenado pela TAFISA - The Association For International Sport for All, e tem como objetivo capacitar uma nova geração de jovens mulheres europeias e africanas que atualmente trabalham (ou são voluntárias) no Desporto para Todos. Dotá-las com ferramentas, conhecimentos, experiências e orientação necessários para liderar este movimento global que, entre outros flagelos, combate a inatividade e o sedentarismo, é outro dos objetivos. 

Paula Nogueira (técnica superior da Tempo Livre e atual Diretora do Centro de Estudos do Desporto de Guimarães) e Alexandra Gonçalves (jogadora de futsal da GTeam e estudante de Enfermagem) são as portuguesas presentes no projeto, às quais se junta Irineia Gabriel (engenheira de telecomunicações, docente universitária em Angola, e com vasta experiência como atleta e dirigente desportiva). Selecionadas pelas competências de liderança e trabalho realizado, compõem um dos 12 trios selecionados pela comissão coordenadora do FLOT.

Através de um programa abrangente de mobilidade internacional e mentoria, as jovens candidatas a futuras líderes do movimento global do Desporto para Todos serão orientadas por um grupo de mentores tendo em vista a sua capacitação para a liderança.

Os 11 mentores, oriundos de sete países da África e da Europa (África do Sul, Zimbabué, Zâmbia, Alemanha, Eslovénia, Portugal e França), foram selecionados com base no seu vasto conhecimento, experiência e sucessos alcançados com atividades, projetos e iniciativas que se inscrevem no espírito do movimento global Sport for All.  

Cada mentor tem sob sua responsabilidade a orientação personalizada de duas jovens, uma africana, outra europeia, e no âmbito do projeto FLOT cada um dos 9 trios de mentoria desenvolverá projetos inovadores com aplicação prática. As 20 jovens selecionadas são oriundas de nove países africanos (Namíbia, Angola, Botsuana, Essuatíni, Malawi, África do Sul, Zimbabué, Zâmbia, Lesoto) e quatro países europeus (Eslovénia, Portugal, Reino Unido e Alemanha). 

Os projetos individuais terão de abordar um dos 12 tópicos da Missão da TAFISA 2030: Por um mundo melhor através do Desporto para Todos, um documento orientador para uma estratégia global de combate à epidemia mundial de inatividade física e que apela à mobilização de todos para que, com o seu exemplo e intervenção, sejam parte do movimento de mudança por um mundo melhor. 

Paz, desenvolvimento e parcerias, Equidade de género, Educação, Inclusão social, Literacia do exercício físico e do desporto, cidades ativas, ambiente, herança cultural e diversidade, governança, liderança e integridade, comunidade e voluntariado, saúde e bem-estar, impacto económico e voluntariado, são os tópicos que compõem a Missão Tafisa 2030.

Através de um esquema abrangente de mobilidade global e mentoria, os participantes terão oportunidade de desenvolver competências pessoais, profissionais e técnicas, adquirir novas habilidades e conhecimentos por meio da educação não formal, assim como potenciar a sua empregabilidade futura. 

As sessões de apresentação decorreram em agosto e as primeiras reuniões de trabalho decorreram ao longo do mês de setembro. Até dezembro de 2021 os projetos individuais serão concluídos e a sua divulgação está prevista acontecer durante o 27º Congresso Mundial da TAFISA, que se realizará em Portorož, na Eslovénia. 

O projeto FLOT é desenvolvido pela TAFISA- The Association for International Sport for All à qual se juntam outros parceiros como a Associação das Federações Desportivas (OCS-ASF), a Rede Europeia de Educação Desportiva (ENSE), o Comité Olímpico da Eslovénia e o Conselho de Desporto da União Africana Região 5 (AUSC Region 5).

PACTE – Promoting Active Cities Throughout Europe

O projeto PACTE -  Promoting Active Cities Throughout Europe foi lançado em janeiro de 2018 graças ao apoio do Programa Erasmus + da Comissão Europeia e decorreu ao longo de um período de 36 meses.

 Através deste projeto e com a ajuda da experiência de todos os seus parceiros (entre outros a cidade de Liverpool, a ECF- European Cyclists' Federation, EFCS- European Federation for Company Sport, EUPEA- European Physical Education Association, ICSSPE- International Council of Sport Science and Physical Education e TAFISA- The Association For International Sport for All), foram promovidos workshops e reunido um Think tank por iniciativa da associação Sport and Citizenship. Estas ações foram realizadas com o intuito de criar uma matriz de orientação estratégica para tornar as cidades europeias mais ativas.

Considerando a perspetiva municipal na criação de Cidades Ativas, a Tempo Livre foi convidada a participar em todos os workshops do Think Tank pela sua experiência na implementação de políticas de promoção da atividade física e desporto para todos.

Do trabalho realizado pelo PACTE resultaram:  

• Realização de uma sondagem a nível europeu para aferir junto dos municípios as práticas e políticas de promoção da atividade física;

• A criação de uma matriz de orientação estratégica - Cidades Ativas

• Uma campanha de comunicação e divulgação orientada para os municípios europeus, com vista a apoiar iniciativas e boas práticas

Tempo Livre © 2021. All Rights Reserved. Created by Design Me